Lições aprendidas por um quase papai #1

Faz um tempão que não venho por aqui falar das minhas aventuras nessa saga chamada gravidez! É porque as coisas são bastante corridas nessa etapa da vida, e os aprendizados acompanham o ritmo louco do dia a dia de uma família grávida. Hoje, reuni algumas coisas que tenho aprendido ao longo da gestação, e vou colocar aqui em forma de tópicos para que possamos iniciar uma conversa sobre esses assuntos.

Vamos tentar compreender esse aprendizado juntos?

Não deixe nada para depois. Organize tudo o  quanto antes!

Isso pode soar bastante óbvio, mas é preciso falar sobre a organização e compra de tudo o que o bebê vai precisar logo que chegar ao mundo. O papai pode estar preocupado com a grana que será necessária, ou com outras coisas, e a mamãe talvez não esteja se sentindo tão bem assim, além de também poder estar atarefada no trabalho, já que vai se ausentar em breve. E, assim, a gente pratica a velha arte da procrastinação, deixando tudo para a última hora como bons brasileiros que somos.

Um quase papai precisa planejar tudo com antecedência

Faça como a Denise e organize tudo em forma de listas. Separe as tarefas em listas menores: ao invés de fazer uma lista só com tudo que tem no quarto do bebê, por exemplo, faça uma lista para os móveis, outra para itens decorativos, outra para adaptações e reformas, e por aí vai.

As fraldas também devem ter sua própria lista. Afinal de contas, existe uma estimativa de quantidade necessária de fraldas para cada fase do neném, e você pode ir marcando quantas fraldas já possui (e quantas faltam) para coordenar suas compras e chás de fralda, por exemplo.

O lance é fazer todo esse planejamento com antecedência. O final da gravidez já é bastante complicado por outros motivos, então se antecipe e não deixe tudo para a última hora!

Peça dicas e sugestões de pessoas de confiança

A falta de experiência pode ser um grande obstáculo para mães e pais de primeira viagem, como eu.

Mas a boa notícia é que você deve conhecer alguém que já passou por isso e tem valiosas informações para compartilhar. Pergunte parentes, amigos, vizinhos, conhecidos, colegas do trabalho… enfim, consulte o máximo de pessoas que puder para acumular informações que venham a facilitar a sua vida e ajudar em algumas tomadas de decisão.

Seja esperto, rapá

Peça indicações de clínicas e médicos, dicas de locais onde comprar móveis, roupas e utensílios, e tudo mais que te deixa em dúvida ou inseguro. Claro, no caso de alimentos e medicação, sempre respeite a indicação do seu médico. E não deixe de combinar as dicas de pessoas próximas com a sua própria experiência, essencial para escolher certas coisas como eu conto a seguir:

Faça visitas às maternidades do seu interesse

Uma das principais dúvidas de futuros  pais e mães é quanto à escolha da maternidade.

Como escolher o melhor lugar para seu neném vir ao mundo com todo o suporte e conforto para ele e para a mamãe? Bem, não tenho uma receita pronta, mas estou certo de que o primeiro passo é fazer visitas guiadas às maternidades que você considera como uma opção válida.

Leia também:  O primeiro ultrassom do bebê

Digo isso porque não há nada como a experiência própria para facilitar uma tomada de decisão tão difícil quanto essa. Você pode – e provavelmente vai – se surpreender, tanto positivamente quanto negativamente. Isso porque não há como dizer se a maternidade X é realmente uma referência como as pessoas dizem, ou se o hospital Y é tão ruim quanto parece.

Eu e Denise, por exemplo, visitamos uma maternidade pública perto da nossa casa, e saímos de lá realmente impressionados pela qualidade do atendimento e da estrutura física que encontramos. Descobrimos que se trata de uma maternidade amiga da criança, um grande diferencial, segundo nossa obstetra, o que não encontramos em nenhuma maternidade particular. Além do mais, essa maternidade possui salas de parto humanizado, onde é feito o PPP (pré, parto e pós) individualmente. Quem diria que encontraríamos tudo isso na maternidade mais próxima de onde moramos?

Apenas com uma visita você consegue observar tudo que é preciso numa maternidade. Praticamente todas as maternidades oferecem uma visita guiada, que pode ser agendada por telefone, e é a ocasião perfeita para você tirar dúvidas sobre o parto em si, sobre pagamento, sobre a disponibilidade de unidades de tratamento neo-natal e adulto, e muito mais.

Isso sem falar que, normalmente, a visita também contempla uma palestra de médicos e especialistas, mais um motivo para você comparecer sem falta. E claro, os mimos como fraldas, lenços umedecidos e outros são sempre muito bem-vindos!

Assista ao documentário A Vida Secreta dos Bebês

Além de ser divertido e fascinante, esse documentário mostra como nossos pimpolhos são duros na queda, muito mais do que podemos imaginar. Se você fica facilmente impressionado, talvez não seja uma boa ideia, porque o documentário fala de casos reais de sobrevivência. Mas no final fica tudo bem e a mensagem é tranquilizadora, pois percebemos o quanto nossos filhos estão aptos e preparados para a sobrevivência.

O trailer abaixo está em inglês (Secret Life Of Babies), mas serve para você ter uma ideia do conteúdo desse documentário, disponível na íntegra na Netflix. Imperdível!

E isso não é tudo!

Eu realmente achei que colocaria aqui tudo que tinha em mente, mas percebi que tenho outras coisas para compartilhar com você. Então, volto em breve com mais lições aprendidas por um quase papai.

Agora é minha vez de pedir uma dica: ME AJUDEM A CONVIVER COM A ANSIEDADE DA ESPERA!!!

Nunca estive tão inquieto e ansioso em toda a minha vida! O videogame quebrou, os livros estão acabando rapidamente e já não sei mais que séries podem me distrair um pouco. E aí, o que você me indica como passatempo de um futuro papai ansioso? Deixe sua dica nos comentários do post e eu serei eternamente grato.

Obrigado pela leitura e até a próxima!

Vejo o mundo um pouco diferente todo dia e piro na comunicação entre as pessoas. Futuro pai e bicão no blog Casa de Maria!

Curtiu? Você também pode gostar de:

Compartilhe!